GRSA

BLOG GRSA

Saiba como reduzir os riscos de ter colesterol alto

O colesterol é um tipo de gordura que faz parte da estrutura das células do cérebro, nervos, músculos, pele, fígado, intestinos e coração. Quando está alto, pode trazer diversos riscos à saúde, tais como infarto, AVC, pressão alta e insuficiência cardíaca. Mas você sabe como fazer para controlar ou reduzir o colesterol?

A nutricionista e supervisora clínica da GRSA|Compass, Milene Marques, explica que o colesterol é essencial para o funcionamento das células e é importante para a formação de hormônios, de vitamina D e, até mesmo, ácidos biliares, que ajudam na digestão das gorduras da alimentação. “As pessoas costumam associar colesterol a coisas negativas, mas a verdade é que existem diferentes tipos de colesterol”, comenta.

Tipos de colesterol
A nutricionista explica que existem três tipos de colesterol: O HDL, LDL e VLDL., O organismo fabrica a maior parte do que necessita, mas também é possível encontrar em alimentos de origem animal, como ovo, carne e leite.

– LDL (Lipoproteínas de baixa densidade) ou colesterol “ruim” – pode prender-se nas paredes das artérias formando placas de gordura. Com o passar do tempo, é possível que dificultem ou impeçam a passagem do sangue, provocando angina (dor no peito) ou até mesmo um infarto (ataque cardíaco). Quanto mais elevado o nível de LDL, maior é o risco de desenvolver uma doença cardíaca. Para a maioria das pessoas, o ideal é que a taxa de LDL fique abaixo de 130 mg/dl.
– HDL (Lipoproteínas de alta densidade) ou colesterol “bom” – ajuda a remover o excesso de colesterol do sangue. Quanto mais elevados os níveis de HDL, menores são os riscos de desenvolver uma doença cardíaca. O ideal é que a taxa de HDL seja superior a 40 mg/dl.
– VLDL (Lipoproteína de densidade muito baixa) – é um tipo de colesterol que transporta mais triglicérides, outro tipo de gordura presente no sangue. Os níveis mais altos de VLDL também podem causar acúmulo de gordura nas artérias, o que também aumenta os riscos de doenças cardíacas.

“O colesterol ruim (LDL), representa um problema quando o nível no sangue fica muito alto, pela possibilidade de acúmulo nas paredes dos vasos sanguíneos. Já o colesterol bom (HDL), ajuda a retirar o colesterol ruim das paredes dos vasos sanguíneos, evitando malefícios à saúde”, diz Milena.

Gordura trans
Segundo Milena, outro grande inimigo do colesterol é a gordura trans, que tem como principal fonte a gordura vegetal hidrogenada, utilizada na produção de biscoitos, pães industrializados, margarinas e bolachas recheadas, entre outros produtos industrializados.

“As dietas ricas em gordura trans são consideradas inimigas do colesterol, pois tendem a diminuir os níveis de HDL (colesterol bom), e aumentam os níveis de LDL (colesterol ruim).”, reforça.

Prevenção
A melhor forma de prevenir os níveis elevados de colesterol ruim é por meio da adoção de hábitos saudáveis. Isso significa manter uma alimentação balanceada, praticar exercícios físicos, evitar o consumo de álcool e não fumar.

A prática de exercícios físicos é estimulada atualmente como parte profilática e terapêutica de todos os fatores de risco de doenças geradas pela alteração do colesterol ruim (LDL). O combate à dislipidemia por meio de exercícios físicos é recomendado como parte integrante da prevenção e/ou tratamento.

Alimentos
Quem tem níveis altos de colesterol deve adotar uma alimentação balanceada e, sempre que possível, consultar um nutricionista, que poderá criar uma dieta adequada ao estilo de vida e necessidades específicas. De acordo com a especialista, é importante não exagerar nas porções e ter uma dieta rica em frutas, vegetais frescos, ácidos graxos poli-insaturados, além de evitar carboidratos processados e carnes.